Policial

Lula é levado para depor na Polícia Federal

Publicado em 04/03/2016 às 08h07

Lula é levado para depor na Polícia Federal em nova fase da Lava-JatoLula é levado para depor na Polícia Federal em nova fase da Lava-Jato

Lula é levado para depor na Polícia Federal em nova fase da Lava-Jato: o ex-presidente Lula, Luis Inácio Lula da Silva, foi levado pela Polícia Federal para depôr.

 Não é uma prisão para Lula e sim um mandado coercivo, ou seja, pode ser levado à força caso se negue a ir depôr.

A Operação Lava Jato, que começou em março de 2014 e investiga um esquema bilionário de lavagem de dinheiro e evasão de divisas, chegou à 24ª fase nesta sexta-feira (4). Segundo a Polícia Federal (PF), a operação ocorre na casa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Bernardo do Campo, e em outros pontos em São Paulo, no Rio de Janeiro e na Bahia. O Instituto Lula também é alvo da ação PF.

O ex-presidente é alvo de um dos mandados de condução coercitiva e será levado para prestar esclarecimentos, segundo a Polícia Federal. Às 8h04, ele foi levado para depor à PF em um carro descaracterizado. Até este horário, não havia informações sobre onde seria realizado o depoimento.

O presidente do Instituto Lula, Paulo Okamoto, também é alvo de outro mandado de condução. A PF também cumpre mandados de busca e apreensão na casa do ex-presidente Lula, na casa e empresa dos filhos dele e no sítio que era constantemente frequentado por Lula, em Atibaia.

Ao todo, foram expedidos 44 mandados judiciais, sendo 33 de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva - quando a pessoa é intimada para prestar depoimento. Duzentos policiais federais e 30 auditores da Receita Federal participam da ação, que foi batizada de “Aletheia”. O termo é uma é uma referência a uma expressão grega que significa “busca da verdade”.

No Rio de Janeiro, os mandados estão sendo cumpridos na capital, assim como na Bahia. Já em São Paulo, os municípios em que a operação é realizada são: São Paulo, São Bernardo do Campo, Atibaia, Guarujá, Diadema, Santo André e Manduri.

Lula é levado pela Polícia Federal para depôr

Investigações
De acordo com o Ministério Público Federal (PMF), a ação foi deflagrada para aprofundar a investigação de possíveis crimes de corrupção e lavagem de dinheiro oriundo de desvios daPetrobras, praticados por meio de pagamentos dissimulados feitos por José Carlos Bumlai e pelas construtoras OAS e Odebrecht ao Lula e pessoas associadas.

Há evidências de que o ex-presidente recebeu valores oriundos do esquema Petrobras por meio da destinação e reforma de um apartamento triplex e de um sítio em Atibaia, da entrega de móveis de luxo nos dois imóveis e da armazenagem de bens por transportadora. Também são apurados pagamentos ao ex-Presidente, feitos por empresas investigadas na Lava Jato, a título de supostas doações e palestras.

O avanço das investigações revelou, também, evidências de que o ex-Presidente recebeu, em 2014, pelo menos R$ 1 milhão sem aparente justificativa econômica lícita da OAS, por meio de reformas e móveis de luxo implantados no apartamento tipo triplex, número 164-A, do Condomínio Solaris, em Guarujá.

No dia 29 de fevereiro, o procurador da República Deltan Dallagnol enviou uma manifestação à ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF),defendendo que uma investigação em curso sobre propriedades atribuídas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja mantida dentro da Operação Lava Jato, a cargo do Ministério Público Federal no Paraná.

Coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Paraná, Dallagnol destacou que possíveis vantagens supostamente recebidas por Lula de empreiteiras teriam sido repassadas durante o mandato presidencial do petista.

O ofício é uma resposta a um pedido feito no dia 26 de fevereiro pelo petista para suspender a investigação sobre reformas num apartamento no Guarujá (SP) e num sítio em Atibaia (SP), que teriam sido feitas em favor da família do petista por construtoras investigadas no escândalo da Petrobras.

23ª fase
A 23ª fase, batizada de Acarajé, foi deflagrada no dia 22 de fevereiro e prendeu o marqueteiro do Partido dos Trabalhadores (PT) João Santana, além de mulher dele Monica Moura. Os dois são suspeitos de receber US$ 7,5 milhões em conta secreta no exterior.

Ele é publicitário e foi marqueteiro das campanhas da presidente Dilma Rousseff (PT) e da campanha da reeleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em 2006.

Acarajé era o nome usado pelos suspeitos para se referirem ao dinheiro irregular. A PF suspeita que os recursos tenham origem no esquema de corrupção na Petrobras investigado na Operação Lava Jato.

Categoria: Brasil, Policial, São Paulo
Compartilhar

Filha de Joelma acusa Chimbinha de assédio injustamente?

Publicado em 28/10/2015 às 16h06

Filha de Joelma acusa Chimbinha de assédio

Filha de Joelma acusa Chimbinha de assédio: Será mesmo verdade eu tudo não passa de uma farsa?

A filha da cantora Joelma, Natália Mendes Sarraff, acusa o ex-padrasto Chimbinha de ter abusado dela na infância. A afirmação foi feita através de uma conversa dela no aplicativo Whatsapp com uma amiga, que foi divulgada nesta terça-feira (27).

No texto, Natália diz que acordou durante uma noite com Chimbinha a apalpando. "Isso eu tinha mais ou menos uns 12 anos ou menos", escreveu ela, que disse ainda que o abuso aconteceu em uma das férias que passou com a mãe e o padrasto. "Desde aí fiquei com medo e também não falei para ninguém", completou.

Pai de Natalia Sarraff, filha de Joelma, se revolta ao saber de relato de assédio: ‘Acabo com o Chimbinha’

A polêmica revelação que Natalia Sarraff, filha de Joelma, fez sobre Chimbinha, acusando o guitarrista da banda Calypso de tê-la assediado quando ela tinha 12 de idade, já chegou aos ouvidos do pai da jovem, que mora no Amapá.

Em conversa com o EXTRA, nesta quarta-feira, Beto Sarraff afirmou que desconhece o caso, mas que ficou chocado ao saber da polêmica pela imprensa. Ele lembra que a filha sempre ligava para ele pedindo socorro, reclamando do padrasto, e disse que, caso a história se confirme, não vai medir esforços para fazer justiça e “acabar com Chimbinha”.

Filha de Joelma afirmou, ao vivo, no programa Balanço Geral da rede Record que Chimbinha nunca lhe fez mal.

Leia o trecho da entrevista exibido em 18/9/2015 onde Natália, filha de Joelma, inocenta Chimbinha.

E Chimbinha? Natália perdoará? Ela assegura que não possui nenhuma mágoa do músico.

— O Chimbinha nunca me fez nada de mal para eu poder chegar a perdoar. Desejo tudo de bom para ele, que ele siga a vida dele. Não tenho nada contra, não!

Texto reprodução linkhttp://noticias.r7.com/balanco-geral/fotos/exclusivo-filha-acredita-que-joelma-perdoara-chimbinha-mas-descarta-reconciliacao-18092015#!/foto/9

 

Categoria: Policial, TV
Compartilhar

Policiais cercam bandidos na zona oeste de São Paulo

Publicado em 07/05/2015 às 10h03

Policiais cercam bandidos na zona oeste de São PauloPerseguição: policiais cercam bandidos na zona oeste de São Paulo; assista

 Durante fuga, os bandidos chegaram a trocar de veículo na zona oeste de São Paulo.

Policiais cercam bandidos na zona oeste de São Paulo, veja:

Categoria: Policial
Compartilhar

show normalcase tsN left fwR|show tsN left fwR|left fwR show|||image-wrap|news login c10 fwB fsN|normalcase uppercase fwB c10|c10 fwB|news login normalcase uppercase fwB c10|tsN normalcase uppercase c10 fwB|normalcase uppercase c10|content-inner||