Metroviários em Greve

Publicado em 26/05/2015 às 16h26

METROVIÁRIOS ADIAM A GREVE PARA O DIA 2/6

 
Imagem vazia padrãoEm assembleia ocorrida na noite de 26 de maio, os trabalhadores metroviários indicaram greve para o próximo dia 2/6. Haverá uma nova assembleia no dia 1º de junho.

Os trabalhadores decidiram adiar a proposta de greve da categoria, que começaria às 0h do dia 26/5. Com isso, a categoria esperar negociar com a empresa e o governo estadual para que atendam às demandas dos trabalhadores.

 Ainda no dia 1º haverá uma audiência de conciliação com a empresa no Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Metroviários em Greve

Metroviários em Greve

METROVIÁRIOS DECIDEM PELA GREVE NO DIA 27/05

METROVIÁRIOS DECIDEM FAZER GREVE NO DIA 27/5, QUARTA-FEIRA - Abaixo nota do sindicado:
 
Em consequência da postura intransigente da empresa, a categoria votou, em assembleia realizada no dia 20/5, greve no dia 27/5 (quarta-feira). A empresa não só negou todas as nossas reivindicações como também quer retirar direitos adquiridos. 


 Imagem vazia padrão  


No dia 27/5 os ferroviários também vão paralisar suas atividades. Eles também enfrentam a postura truculenta do governo Alckmin e não tiveram respostas positivas para suas reivindicações. 

A assembleia também definiu que os metroviários participarão da paralisação do dia 29/5, definindo no dia 26/5 como ela ocorrerá. 
Precisamos manter os planos de luta já em andamento e intensificar o uso dos coletes. 


Assembleia, 26/5, terça-feira, 18h30, no Sindicato

 
Metrô quer cortar direitos!
  •  Metroviários demitidos: Metrô se nega a reintegrar
  •  Cota extra do VA: Metrô não quer pagar
  •  Equiparação Salarial: Metrô recebeu a carta do Sindicato mas não aceita discutir a reivindicação
  •  Periculosidade para OTM1: Metrô se nega a pagar
  •  Plano de Carreira na GOP para Seguranças: Metrô disse que não vai encaminhar. Inclusive declarou que não enviou nada ao Codec, como havia prometido
  •  Anuênio: Metrô não quer pagar para os funcionários que entrarem na empresa a partir de 2016
  •  Aviso prévio: Metrô quer reduzir o valor do aviso prévio
  •  PR: Metrô não quer discutir a PR durante a Campanha Salarial e já impôs metas para o pagamento

Assembleia repudiou interferência da empresa e TRT

A categoria votou uma moção de repúdio à postura da empresa que mentiu, informando ao TRT que iríamos  realizar greve no dia 21/5. Por isso, enviou oficiais de justiça para acompanhar a assembleia e o trabalho no CCO.

Isso caracterizou uma atitude antissindical do governo Alckmin. Denunciaremos à OIT (Organização Internacional do Trabalho. A Fenametro participará das reuniões com a OIT.


Imagem vazia padrão

Nossas principais REIVINDICAÇÕES

  •  Reajuste salarial de 8,24%
  •  Aumento real de 9,49%
  •  Reajuste do vale-refeição (VR) em 10,08% e vale-alimentação (VA) de R$ 290 para R$ 422,84
  •  Reintegração, já!
  •  Equiparação Salarial / Periculosidade / Plano de Carreira
  •  Contratação de funcionários e jornada de trabalho de 36 horas para todos
  •  Metrus Saúde (MSI) para aposentados/PR igualitária
  •  Fim da privatização e da terceirização

 

Metroviários em Greve, greve no metrô, greve nos trens, greve nos transportes em São Paulo

Metroviários em Greve, greve no metrô, greve nos trens, greve nos transportes em São Paulo; Metroviários em Greve, greve no metrô, greve nos trens, greve nos transportes em São Paulo, Metroviários em Greve, greve no metrô, greve nos trens, greve nos transportes em São Paulo, Metroviários em Greve, greve no metrô, greve nos trens, greve nos transportes em São Paulo

Categoria: Brasil, São Paulo

voltar para Notícias

show normalcase tsN left fwR|show tsN left fwR|left fwR show|||image-wrap|news login c10 fwB fsN|normalcase uppercase fwB c10|c10 fwB|news login normalcase uppercase fwB c10|tsN normalcase uppercase c10 fwB|normalcase uppercase c10|content-inner||