Greve de Trens

Publicado em 03/06/2015 às 07h14

Greve de TrensGreve na CPTM, trens parados.

Greve de Trens: Linhas 10 e 12 estão paradas , 7 e 11 funcionam parcialmente, 8 e 9 funcionam normalmente

Funcionários de quatro das seis linhas da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) decidiram entrar em greve por aumento salarial a partir da 0h desta quarta-feira. Segundo sindicatos, a paralisação será de 24 horas.

Greve de Trens

Em assembleias realizadas pelos sindicatos que representam trabalhadores das linhas 7-Rubi, 10-Turquesa, 11-Coral e 12-Safira foram descartadas as propostas de reajuste oferecidas pela empresa, controlada pelo governo estadual. Os trabalhadores das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda ainda estavam em assembleia às 20h desta terça, mas a diretoria do sindicato defende a paralisação.

Em tentativa de conciliação no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 2ª Região, na tarde desta terça-feira, representantes da CPTM fizeram duas propostas: a primeira de conceder reajuste de 7,72% nos salários e de 10% nos benefícios e a segunda de reajuste de 8,25% nos salários e benefícios.

O TRT sugeriu à empresa elevar a segunda proposta para 8,5%, mas o percentual não foi aceito e a reunião terminou sem acordo. Os trabalhadores pedem reajuste salarial de 9,29%.

"Faltou muito pouco para um acordo, mas a empresa não cedeu. Vamos para a greve porque continuamos sendo tratados como categoria de segunda classe no sistema metroferroviário", disse o presidente do Sindicato dos Ferroviários de São Paulo, Eluiz Matos. Mesmo sem acordo, o tribunal pediu na reunião que os trabalhadores não entrassem em greve até uma nova tentativa de conciliação marcada para o dia 11.

Uma decisão liminar (provisória) concedida na semana passada pelo vice-presidente judicial do TRT-2, desembargador Wilson Fernandes, determina que seja respeitado um contingente mínimo de trabalhadores em operação em caso de greve.

A decisão determina que 90% dos maquinistas e 70% dos demais funcionários trabalhem nos horários de pico (das 4h às 10h e das 16h às 21h) e que 60% dos total de funcionários atuem nos demais períodos.

Matos diz que a decisão vale para funcionários e para a empresa, e que os trabalhadores estão à disposição da CPTM para discutir como cumprir a determinação. Os sindicatos agendaram novas assembleias para as 14h desta quarta para discutir a paralisação.

Procurada, a CPTM ainda não informou que medidas vai adotar em relação à greve.

O último reajuste da categoria, que tem data-base em março, aconteceu em maio do ano passado e foi de 7,5%. Na ocasião, o acordo com os funcionário foi fechado no dia anterior ao marcado para iniciar uma greve.

A CPTM tem cerca de 8.800 funcionários nas seis linhas de trem na região metropolitana. São transportados em em média 2,8 milhões de passageiros nos dias úteis.

Ferroviários em Greve

Ferroviários em Greve: Funcionários de quatro das seis linhas da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) decidiram entrar em greve nesta quarta-feira (3) por aumento salarial. Segundo os sindicatos, a paralisação será de 24 horas.

Com isso, as linhas 10-turquesa e 12-safira estão fechadas. As linhas 7-rubi e 11-coral funcionam normalmente. Apenas as linhas 8-diamante e 9-esmeralda operaram normalmente.

Os usuários da linha 11-coral, que funciona parcialmente, tem como alternativa a linha 3-vermelha do Metrô e também ônibus. Contudo, em frente à estação há uma enorme fila para embarcar. À espera para entrar na estação chega a 15 minutos. A linha 11-coral não faz paradas e opera com maior tempo de intervalo.

Em assembleias feitas pelos sindicatos que representam trabalhadores das linhas 7-rubi, 10-turquesa, 11-coral e 12-safira foram descartadas as propostas de reajuste oferecidas pela empresa, controlada pelo governo estadual. Os trabalhadores das linhas 8-diamante e 9-esmeralda decidiram não aderir à paralisação. Mas eles também rejeitaram as propostas e mantiveram o estado de greve.

Em negociação no TRT (Tribunal Regional do Trabalho), na tarde desta terça-feira (2), a CPTM fez duas propostas: a primeira de conceder reajuste de 7,72% nos salários e de 10% nos benefícios e a segunda de aumento de 8,25% nos salários e benefícios. Os trabalhadores pedem 9,29%. A inflação acumulada desde o último reajuste, em maio de 2014, foi de 6,65%, segundo o IPC/Fipe.

Em nota, a CPTM diz considerar "irresponsável" a decisão de entrar em greve. "Embora respeite o direito de greve, a CPTM ressalta que a paralisação do sistema prejudicará quase 3 milhões de usuários" que utilizam diariamente a rede de trens. A empresa tem cerca de 8.800 funcionários nas seis linhas.

Decisão liminar (provisória) concedida na semana passada pelo vice-presidente judicial do TRT-2, desembargador Wilson Fernandes, determina que, em caso de greve, 90% dos maquinistas e 70% dos demais funcionários trabalhem nos horários de pico (das 4h às 10h e das 16h às 21h) e que 60% atuem nos demais períodos.

FUNCIONAMENTO DAS LINHAS

LINHA 7-RUBI - Funciona apenas entre as estações Palmeiras-Barra Funda e Caieiras

LINHA 8-DIAMANTE - Funciona normalmente

LINHA 9-ESMERALDA - Funciona normalmente

LINHA 10-TURQUESA - Não funciona

LINHA 11-CORAL - Funciona entre as estações Guaianases e Luz

LINHA 12-SAFIRA - Não funciona

Greve de Trens, Greve na CPTM, Greve, trem parado, funcionários da CPTM em Greve

Greve de Trens, Greve na CPTM, Greve, trem parado, funcionários da CPTM em Greve, Greve de Trens, Greve na CPTM, Greve, trem parado, funcionários da CPTM em Greve, Greve de Trens, Greve na CPTM, Greve, trem parado, funcionários da CPTM em Greve,  Greve de Trens, Greve na CPTM, Greve, trem parado, funcionários da CPTM em Greve

Tags: Adicionar tag, CPTM, greve, Greve de Trens

voltar para Notícias

show normalcase tsN left fwR|show tsN left fwR|left fwR show|||image-wrap|news login c10 fwB fsN|normalcase uppercase fwB c10|c10 fwB|news login normalcase uppercase fwB c10|tsN normalcase uppercase c10 fwB|normalcase uppercase c10|content-inner||