Beleza e estética sem crise

Publicado em 13/04/2015 às 12h17

Beleza e estética sem crisesalão de beleza masculino

Tendências do segmento beleza e estética (Sebrae)

O setor da beleza vem se consolidando nos últimos anos, evoluindo tecnologicamente e conquistando o mercado masculino.

Produtos e técnicas de beleza surgem em grande profusão a cada ano com a adesão cada vez maior dos homens, que deixaram alguns preconceitos de lado em função de suas vaidades pessoais. O segmento inclui, atualmente, negócios de salões de beleza, clínicas de estética, SPA´s e laboratórios.

O mercado está cada vez mais aquecido no Brasil e no mundo. Os principais fatores de sucesso são a participação crescente da mulher brasileira no mercado de trabalho, a utilização de tecnologia de ponta e o consequente aumento da produtividade, a redução dos preços praticados, os lançamentos de novos produtos voltados às necessidades do mercado e o aumento da expectativa de vida, o que traz a necessidade de conservar uma impressão de juventude.

Nos últimos anos houve um grande aumento do número de estabelecimentos nos bairros. Ainda há espaço no mercado? Veja um estudo completo sobre a área.

Beleza e Estética sem Crise

Muitas pessoas – homens, mulheres e crianças –, são frequentadores assíduos dos salões de beleza e têm seus profissionais e estabelecimentos prediletos e de confiança.

Sejam negócios informais, pequenos negócios ou grandes centros de estética, o setor da Beleza e Estética ainda possui bastante espaço para empresas e empreendedores que trabalham qualidade e investem em diferenciais competitivos, independente se o foco do negócio está nas classes A e B ou C e D.

Números

A cadeia produtiva do segmento  de serviços pessoais "Salão de Beleza” no Brasil é longa, e envolve vários players com diferentes naturezas, portes e poder de barganha. Isto se desdobra em um elevado potencial de geração de renda, postos de trabalho e fator relevante no desenvolvimento tecnológico, econômico e social do País. 

Contraditoriamente à importância desta cadeia, no que tange os serviços deBeleza e Estética, nos deparamos com diversas carências estruturais, tais como:

  • indefinição de normatização legal das relações jurídicas de natureza civil, tributária, trabalhista, de exercício profissional e comercial da atividade;
  • carência de formação dos empreendedores quanto à gestão de seus empreendimentos;
  • ausência e/ou desconhecimento de normas técnicas, sanitárias e ambientais de funcionamento;
  • elevado grau de informalidade, precariedade de funcionamento, elevada taxa de mortalidade dos negócios, baixo nível de escolaridade, dentre outras.

No entanto, a despeito das dificuldades citadas, os negócios de serviços pessoais “Salão de Beleza” não param de crescer. Desde 2006 o Sebrae desenvolve ações e projetos para fomentar o empreendedorismo no setor, promovendo o conhecimento, acesso ao mercado, à tecnologia, à inovação, e as práticas de sustentabilidade.

Temos hoje em torno de 300 mil negócios formalizados nas categorias MEI, Micro e Pequena Empresa, considerando-se a atividade “Cabeleireiros e Manicures”. Se agregarmos a esta conta “Outras Atividades de Beleza”, chegaremos a mais de 400 mil CNPJs.

Cerca de 7 mil salões de beleza são abertos por mês em todo o território nacional, a maioria como microempreendedores individuais. Considerando-se o alto grau de informalidade destas atividades, estes números trazidos à realidade seguramente ultrapassam a casa de 1 milhão.

Panorama do setor

O mercado da Beleza e Estética apresenta elevado crescimento histórico no Brasil e no mundo. Sua cadeia de valor é extensa e inicia-se na indústria de cosméticos e equipamentos, incluindo negócios de salões de beleza, clínicas e estéticas, SPA’s, dentre outros.

Nossa indústria está em terceiro lugar no ranking mundial de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos, e deve ultrapassar o Japão na posição de segundo, ficando apenas atrás dos Estados Unidos.

Assim, temos algumas informações relevantes da indústria nacional que merecem destaque:

  • O setor de higiene e beleza tem sido marcado por vigoroso crescimento, muito superior ao crescimento do PIB e gerador de vários fatores positivos para a economia nacional. Não se vislumbra saturação deste mercado a curto prazo, ao contrário, o cenário de crescimento é positivo e constante;
  • Porém, a balança comercial dos produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos tem apresentado déficit nos últimos anos, desempenho oposto ao apresentado pela nacional.
  • Esta variável importante confirma a necessidade do fomento e profissionalização do setor, objetivando minimizar ou reverter este saldo, bem como ampliar a geração de negócios e reduzir o poder de barganha da indústria para o segmento.

Aspectos que impulsionaram o crescimento do setor

Dentre os vários fatores que contribuíram para o crescimento do setor, destacam-se:

  • Acesso da classe “D” e “E” aos produtos do setor decorrente do aumento da renda;
  • Novos integrantes da classe C passaram a consumir produtos de maior valor agregado;
  • Participação crescente da mulher no mercado de trabalho;
  • Utilização de tecnologia de ponta e aumento da produtividade, como redutor de preços;
  • Lançamentos constantes de novos produtos, visando o atendimento das necessidades de mercado;
  • Aumento da expectativa de vida, dentre outros.

As relações com a pequena indústria regional

Para potencializar seus ganhos e driblar as dificuldades de aquisição dos produtos de grandes marcas, os pequenos empreendimentos têm ido a busca de pequenos fabricantes regionais que apresentam produtos de qualidade e preços mais competitivos, em função do baixo investimento em marketing.

Mesmo viabilizada a compra de insumos de grandes marcas e indústrias, o preço final dos tratamentos ou revenda dos produtos pode se tornar impraticável em determinadas regiões ao perfil do consumidor atendido. Neste caso, o melhor seria o desenvolvimento de parcerias com fornecedores regionais que operam com preços e custos baixos em detrimento de marcas de renome.

A identificação e fomento de uma cadeia industrial de menor porte, que atenda aos requisitos de qualidade necessários, pode ser uma alternativa para diminuir o poder de barganha das grandes indústrias. Ou mesmo a criação de centrais de compras coletivas.

O ambiente competitivo

O ambiente competitivo dos pequenos negócios de serviços pessoais “Salão de Beleza” possui algumas características especiais:

  • Poucas barreiras de entrada aos competidores. Inovações em serviços não patenteáveis, baixo nível de investimento, inovações em processo facilmente copiáveis; 
    Obs: É muito fácil e comum a entrada no mercado, seja de maneira formal ou informal.
  • Oportunidades mínimas para economia de escala. Simultaneidade de produção e consumo dificulta a padronização dos processos e gerenciamento da qualidade e produtividade, mesmo tratando-se de franquias de serviços;
    Obs: Esta barreira somente tem chance de ser vencida por players maduros em gestão e operação.
  • Flutuações erráticas das vendas. Busca de alternativas e soluções para o gerenciamento da capacidade de produção e oscilação da demanda deve ser priorizado como oportunidade de melhoria;
  • Desvantagens ao negociar com compradores ou fornecedores. Examinar oportunidades inovadoras de aumentar o poder de barganha nas negociações com fornecedores atuais e alternativos é um desafio importante ao segmento;
  • Fácil substituição dos produtos/serviços. Produtos e serviços inovadores superam rapidamente as ofertas atuais;
    Obs: A antecipação de inovações e recriação das ofertas é uma meta diária que deve ser perseguida.
  • Dificuldade na fidelização dos clientes. Para fidelizar é necessário entender quem é e que soluções buscam seus clientes. Definir e conhecer seu público alvo deve ser uma obsessão dos empreendedores de salões de beleza;
    Obs: A venda relacional deve ser praticada em detrimento da transacional.
  • Baixas barreiras de saída. Da mesma forma que a entrada, sair deste mercado é fácil e bastante comum.

 

Estética e Beleza na vila São Francisco, salões de beleza, spa com diversos tratamentos de beleza. a Vila São Francisco tem diversos profissionais de beleza e estética com alta qualidade. As melhores empresas de beleza e profissionais da vila São Francisco você encontra no Portal Colina.

Beleza e Estética na Vila São Francisco

Acesse a categoria beleza e estética, aqui, e encontre o melhor da beleza para você.

Beleza e estética, Beleza e estética sem crise, Beleza e estética, Beleza e estética sem crise, Beleza e estética, Beleza e estética sem crise, Beleza e estética, Beleza e estética sem crise, Beleza e estética, Beleza e estética sem crise, v, Beleza e estética, Beleza e estética sem crise, Beleza e estética, Beleza e estética sem crise, Beleza e estética, Beleza e estética sem crise, Beleza e estética, Beleza e estética sem crise

Categoria: Economia, Moda
Tags: beleza e estética

voltar para Notícias

show normalcase tsN left fwR|show tsN left fwR|left fwR show|||image-wrap|news login c10 fwB fsN|normalcase uppercase fwB c10|c10 fwB|news login normalcase uppercase fwB c10|tsN normalcase uppercase c10 fwB|normalcase uppercase c10|content-inner||